O Bê-a-bá do Sertão - Paraíba - INOVAÇÃO, CONTRATOS E PRÁTICAS
Aucelio Gusmao Médico anestesiologista. Ex-presidente da Unimed João Pessoa(PB). Presidente da Federação das Unimeds do Estado da Paraíba. Membro do Conselho Confederativo da Unimed do Brasil e palestrante sobre temas ligados ao Marketing e Gestão. Possui dois livros publicados - "O Tempo e a Vida"(2007) e "Leituras do meu Tempo"(2010).


16.04.2014 - João Pessoa

INOVAÇÃO, CONTRATOS E PRÁTICAS

     
Compartilhe

 
Se seu belo produto ou serviço não gera dinheiro suficiente para cobrir custos e produzir lucro, não é inovação, é arte, no máximo.


Mentir às pessoas para obter dinheiro é fraude. Mentir para obter votos é política. Pesquisas são como perfumes, bons para cheirar e perigosos para engolir. O ar está cheio de discursos e vice versa. Se voto mudasse alguma coisa seriam abolidos. São preceitos que embasam o processo político.


Para ser criativo é preciso coragem. A criatividade é o destino, a coragem é a viagem. Nada é mais super valorizado que uma ideia nova. As ideias por si só são inúteis, o que importa é o que você faz com elas.


Inovação não é um acontecimento, uma ferramenta ou uma aplicação. É um clima geral. Nada de linhas retas, nada de pensamento linear. Inovar é função dos líderes.


Assim como muitas funções empresariais, a inovação é um processo gerencial que requer ferramentas, regras e disciplinas específicas. Não é nenhum mistério. Uma ideia só se torna uma inovação depois de amplamente adotada e incorporada à vida diária das pessoas.


Quem olha para dentro sonha, quem olha para fora acorda. Verdade. Se seu belo produto ou serviço não gera dinheiro suficiente para cobrir custos e produzir lucro, não é inovação, é arte, no máximo. Se você almeja prêmios vá para Hollywood.


Duas chaves norteiam a inovação. A primeira, olhar além dos paradigmas e limitações tradicionais. Em outras palavras, se afastar de seu próprio sistema de referências, olhando o problema de outra forma. A segunda é identificar e ter consciência do seu verdadeiro objetivo. Frederick Smith, presidente da Fed Express pensou em transporte de produtos. Hoje vende paz de espírito.


Vejam só. O pensamento convencional manda voltar às origens. Reduzir custos. Mas ele está condenado. Os vencedores serão os inovadores que trazem uma visão ousada para o dia a dia dos negócios. Gary Hamel – antes de competir pelo futuro – afirma “você não consegue multiplicar a receita sem oferecer produtos e serviços novos que encontrem os clientes”.


O equilíbrio é capaz de trazer recompensas econômicas excepcionais até o momento que o jogo muda, que elas se tornem vulneráveis, afirmando que o passado se exauriu. Nada como um ambiente novo para despertar ideias novas. Como se demonstrar? Através de resultados. Vejam se não dá para ser inovador e conformista ao mesmo tempo. O que o torna diferente é aquilo que o faz criativo.


Faça com que as inovações sejam remuneradas. As empresas deveriam financiar as pesquisas de novas ideias em vez de recebê-las de mãos beijadas. Isto gera maior compromisso e faz com que elas sejam efetivamente os objetivos. A inovação requer três pré-requisitos: certo nível de conhecimento sobre o ramo de atuação, um grande desejo de fazer algo de útil e objetivo. Não se esquecer: é preciso ser capaz de pensar fora dos padrões convencionais por pressupor que você pensava dentro deles.


Disciplina. Qualquer pessoa pode ser divertida, interessante e ter excelentes ideias. O difícil é transformas essas ideias em um produto satisfatório aos consumidores, que corresponda às exigências do mercado e chegue ao consumidor no momento certo. Como surgem as ideias? De um aperfeiçoamento de um produto já concebido, do reconhecimento de um desejo latente, de algo que o mundo vinha clamando ou de um golpe de sorte.


Governar, Majestade, é defender a sanidade da moeda e a santidade dos contratos(Lord Melbourne – 1779/1848).


Sanidade entendida como estabilidade e equilíbrio da moeda e santidade dos contratos, como decência, honestidade, retidão nas letras contratuais e de suas práticas.



Aucélio Gusmão
Médico





. 




Deixe o seu comentário







Respeitamos o direito de opinão e expressão. O espaço para comentários é um espaço democrático destinado às opiniões relativas ao texto originalmente publicado.
Não serão publicadas quaisquer mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou, ainda, que desrespeitem a privacidade alheia, que tenham caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, ou, ainda, que tenham linguagem grosseira e/ou obscena.
Não serão publicados comentários que tentam se aproveitar deste espaço democrático para “destacar” outros sítios ou blogues ou, ainda, que tenham por objetivo comercializar produtos ou serviços.
Comentários anônimos, desconexos ou sem sentido em relação ao tema comentado também serão descartados.




Copyright © 2002/2018 - O Bê-á-bá do Sertão - Todos os direitos reservados
Contatos: (0xx83) 99967.1500 - Paraíba - Brasil
E-mail para contatocomercial@obeabadosertao.com.br