O Bê-a-bá do Sertão - Paraíba - Messi é condenado a 21 meses de prisão
Esporte 06.07.2016 - Por fraude fiscal:

Messi é condenado a 21 meses de prisão

     
Compartilhe

Messi é condenado a 21 meses de prisão

Pai do argentino também é condenado. Ambos, porém, não devem cumprir na cadeia.

O atacante argentino Lionel Messi foi condenado a 21 meses de prisão, nesta quarta-feira(06Julho2016), por uma fraude fiscal na Espanha. O julgamento do jogador aconteceu no início de junho, no tribunal provincial de Barcelona, antes da disputa da Copa América Centenário. Jorge Horacio, pai do craque argentino, também foi condenado a 21 meses. Ambos, porém, não devem ter que cumprir a condenação na cadeia.


Na Espanha, os juízes costumam suspender a necessidade de prisão quando as penas não ultrapassam dois anos de duração e quando os réus não carregam antecedentes penais. Assim, há uma grande possibilidade de que Messi e seu pai não precisem permanecer na cadeia. Além da prisão, o tribunal condenou ambos a pagar uma multa total de cerca de 3,7 milhões de euros.



O tribunal julgava Messi e seu pai, Jorge Horacio, pela acusação de ambos terem deixado de recolher impostos no valor de 4,1 milhões de euros, através de um esquema que envolvia empresas em paraísos fiscais. A fraude dizia respeito aos ganhos de direitos de imagem do jogador entre 2007 e 2009, quando o argentino estourou com a camisa do Barcelona.


Jorge Horacio, o pai de Messi, também foi condenado a 21 meses de prisão pelo tribunal de Barcelona. A Procuradoria de Barcelona pedia um ano de prisão somente para o pai do atacante e solicitava que o jogador fosse absolvido. Messi e o pai ainda podem recorrer da condenação.


INFERNO ASTRAL
A condenação é mais um capítulo no inferno astral recente vivido pelo craque argentino. Após desperdiçar um pênalti e ver a Argentina ser vice-campeã da Copa América pelo segundo ano consecutivo, novamente diante do Chile, Messi anunciou que não jogaria mais pela seleção.


A decisão, além de possivelmente causada pela frustração de mais um título perdido, também se insere em um contexto de conflito com a Associação de Futebol da Argentina(AFA). A entidade vive uma crise institucional que ameaça até a participação da equipe masculina de futebol nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio.



Outros jogadores, como Agüero, Mascherano e Higuaín, seguiram a atitude de Messi e indicaram que não jogarão mais pela seleção. Na terça-feira, o técnico Gerardo "Tata" Martino, que não recebia salário há oito meses da AFA, pediu demissão.

                       

Deixe o seu comentário







Respeitamos o direito de opinão e expressão. O espaço para comentários é um espaço democrático destinado às opiniões relativas ao texto originalmente publicado.
Não serão publicadas quaisquer mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou, ainda, que desrespeitem a privacidade alheia, que tenham caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas, ou, ainda, que tenham linguagem grosseira e/ou obscena.
Não serão publicados comentários que tentam se aproveitar deste espaço democrático para “destacar” outros sítios ou blogues ou, ainda, que tenham por objetivo comercializar produtos ou serviços.
Comentários anônimos, desconexos ou sem sentido em relação ao tema comentado também serão descartados.




Copyright © 2002/2017 - O Bê-á-bá do Sertão - Todos os direitos reservados
Contatos: (0xx83) 99967.1500 - Paraíba - Brasil
E-mail para contatocomercial@obeabadosertao.com.br